Quinta-feira, 30 de Setembro de 2004

Regras de debate

Realiza-se hoje em Miami um importante debate entre os candidatos à presidência dos EUA, George Bush e John Kerry. Por incrivel que pareça, estes debates possuem regras bastante rígidas e definidas, entre as quais:

- Os candidatos não podem fazer perguntas um ao outro

- As câmaras não podem concentrar a imagem no candidato que não estiver a responder às perguntas

- Cada candidato só pode ter um conselheiro nos bastidores

- A melhor de todas: É atirada uma moeda ao ar para determinar as posições dos candidatos no palco, bem como qual deles inicia o debate

Claramente, os americanos não tem simplesmente mais nada que fazer, com terrorismo e ocupações ilegais de países no prato do dia, perdem tempo a delinear regras para debates televisivos!
Já agora, será que eles já pensaram na possibilidade do lançamento da moeda se realizar num compartimento com frinchas no chão e a moeda acabar por cair numa das frinchas para o piso inferior? Será que eles possuem regras que estatuem explicitamente o lançamento da moeda em pisos de cimento ou azulejos ou até alcatifa mas nunca em pisos de madeira, devido ao facto do material em si ter a propensão para atrair térmitas e criar todo o tipo de fugas e buracos? Porque será que é proíbido terem mais do que um acessor ou conselheiro nos bastidores quando o anterior presidente tinha um acessora estagiária que em plena casa branca lhe acendia e brincava com o charuto enquanto lhe dava o leitinho? Ao menos em Portugal não há nada destas discriminações, convida-se a família toda para cargos e já está, até porque como estes americanos são em grande parte puritanos e abominam o preservativo, logo deviam possuir famílias bem numerosas, não faz sentido...
E não fazerem perguntas um ao outro? Mas o que é isto? A base do debate está na troca directa de ideias e confrontação de pontos de vista, não em discursos para o ar, contudo ambas as soluções são perversas, pois todos sabem que os políticos tem as questões estudadas e decoradas nos debates, bastando apenas que o mediador faça uma pergunta que não esteja prevista ou até uma prevista mas de forma diferente para perderem o fio à meada...
Ao não poderem fazer perguntas uns aos outros, está pressuposto não se poderem interromper, isto havia de ser lindo aqui, porque o que é um debate sem os FOI VOCÊ OU NÃO O RESPONSÀVEL POR ISTO? ERA O SEU GOVERNO! RESPONDA!
Ò CHÔDóTOR...
SENHORES DEPUTADOS! SENHORES DEPUTADOS!
Falta de objectividade ao poder!
A política é mesmo uma foda.

Já agora, no estado de Nova Iorque, é proíbido dançar em espaços fechados (isto compreende TODOS os espaços que não são ao ar livre) sem prévia autorização , ao abrigo do "Cabaret Act".
É mesmo o fundo...

Sexta-feira, 24 de Setembro de 2004

Caterroristevens

Este mundo está podre como estas cadeiras! Não é que o governo americano, não tendo aparentemente mais nada que fazer, resoveu interpelar em pleno voo o artista anteriormente conhecido por Cat Stevens (agora chama-se Yussuf Islam), impedindo o avião que partia de Londres com destino a Washington de parar no seu destino, obrigando-o a uma paragem forçada, tudo baseado no facto de a personagem em questão ter sido recentemente incluída numa lista negra de pessoas com conexões terroristas a vigiar, impedindo-o de entrar em solo americano.
Os serviços de inteligência americanos não deram uma razão válida para o facto de tal inclusão numa lista deste tipo, fazendo isto lembrar "O Processo" do Kafka, quer dizer, nos dias de hoje e no considerado país mais poderoso do mundo, as acusações e as incriminações voam ao sabor de boatos isolados e com pouca fundamentação, o que é bastante grave. Agora, já que estão lançados numa caça aos cantores, bem podem prender o phil collins, aquele gajo nunca me enganou, o gajo é o ANTICRISTO disfarçado, destinado a semear o Apocalipse...

Fdassssssssssss

Finalmente, já posso respirar. Entrei ontem oficialmente em férias. Se por acaso desconfiarem da qualidade duvidosa de posts futuros é porque o meu cérebro entrou em piloto automático por uns tempos e tem mais que fazer do que aturar críticos inconstrutivos (e o pior é que hoje me vou sentar á mesa com esses gajos)...Agora é prós outros códigos que não o civil, mas o da estrada, que se faz tarde.

Sexta-feira, 17 de Setembro de 2004

Bomfunk MC´s

Que título tão esquisito para um artigo, não? Pois é, agora já ninguem se lembra destes gajos mas há coisa de 4 anos andava o pessoal todo a comprar o cd deles por causa "daquela musiquinha"! HIPÒCRITAS!!!

Soube hoje através do "Público" (porque eu divulgo as minhas fontes) que os- até custa escrever isto- Duran Duran se voltaram a juntar na sua formação original. Foda-se, mais valia a pena estarem quietos e pouparem-nos a todos dos vómitos compulsivos que isso nos vai causar, quer dizer, já não bastava ver aqueles videoclips dos anos 80 nos canais de música estrangeiros e exclamar enquanto levava as mãos à cabeça: È O FUNDO DO POÇO!

Isso lembra-me o Rock In Rio 2004, por favor, para ver tanto dinossauro junto ia a um museu. Peter Gabriel? Mr Tantric Fuck (aka Sting)? estamos numa nova década, promovam as bandas novas, parem lá com a reciclagem.

Quarta-feira, 15 de Setembro de 2004

Sir Mix-a-Lot, a nostalgia e a doutrina do Rohypnol

Constatando um surto de nostalgia pós-estival em blogs de camaradas meus, exponho aqui algumas frases assassinas do Verão de 2004:

-"Até me veio um c###ão à boca!"
-"As cuecas da Victoria é que deram a vitória a Portugal nos penáltis"
-"Quando tiveres vontade, manda-lhe com o chinelo!"
-"Se quiserem, vocês podem dormir connosco"
-"Nós somos de Lisboa, mas eu nasci em Lamego e a minha irmã nos Açores"
-"Ai, meu deus...que grandiosa..."

Se calhar, estou a cometer grandes injustiças em não mencionar outras tais que mereciam estar aqui, mas por esta altura a memória já não está muito fresca, por isso, aos prevaricadores que navegam por essa net fora, se se lembrarem de outras, avisem-me.


Segunda-feira, 13 de Setembro de 2004

On waves

Há coisa de 10/quase 15 dias creio, tem-se formado um bruá dos grandes (bruá é uma expressão com o seu quê de gay, mas de momento não me lembro de mais nenhuma, já sei que me vou arrepender de escrevê-la, mas enfim...) por causa de uma embarcação dos nédérlandes que pretendia atracar na costa portuguesa. Tudo bem, mais um barquinho de turistas que vem visitar o nosso país e a sua bonita costa recortada pelo Atlântico, contudo aqui é que começa o problema, pois tratava-se nada mais, nada menos, do Abooooooooooooooortoooooooooooooo Boooooooooooooaaaaaaaaaaat (vá lá, imaginem a musiquinha do barco do amor enquanto lêem esta parte), o qual pretendia entrar em águas territoriais portuguesas de forma providenciar sessões de esclarecimento e até recolher mulheres cá do sítio para transportá-las em direcção a águas internacionais para a prática de abortos.
Relativamente à questão do aborto, só posso dizer que me imiscuo de ter opinião sobre esse assunto, acho que só devia dizer respeito a mulheres, por isso, feministas e outras tais, podem acalmar as vossas vaginas d´aço que eu sou neutro neste aspecto, porém...

A postura do nosso ministro da defesa, demasiado precipitada e excessiva, uma autêntica nuvem de mofo este nosso ministro, deve ter a caveira do Salazar no armário com certeza, quase que mandava a nossa fota de submarinos nucleares contra as holandesas, já estou a imaginá-lo em pleno forte de s.julão da barra "Marujo, prepare os canhões!", ao que este responde "Canhões?onde?paaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa". Apoio o facto de que se as leis actuais que vigoram em território nacional proibem a prática do aborto, e se o território de um país compreende o seu espaço terrestre e a suas águas territoriais, logo a embarcação holandesa não poderia operar na costa portuguesa, pois esse espaço é regido pelas leis portuguesas, agora, em águas internacionais, vigoram as leis do país de proveniência da embarcação, neste caso, as leis da Holanda, agora a questão é: Deveria o estado português promover um novo referendo de forma a revogar uma legislação que muitos consideram arcaica? Num futuro próximo, não me parece, pelo menos até ao final da legislatura, que é em 2006, agora, que se deveria implementar uma maior informação dirigida a quem o pretende fazer e até promover facilidades de deslocação ao estrangeiro, poupando-se abortos clandestinos em condições miseráveis e que põem em risco a vida da própria mãe, isso também me deixa a pensar; agora, por outro lado, este empreendimento não põe em causa a soberania de um país? Realmente, sempre me meteu um bocado de impressão a mania que os holandeses têm de fazer cruzadas para salvar os países do resto da Europa das trevas da "pré-história", quer dizer, se vivem num país tão liberal e tão paradisíaco com p###s nas montras e montanhas de droga (por esta altura, tou-me a lembrar de que a Holanda é um país plano e sem montanhas, mas agora tou lançado...) então porque é que estão nas nossas paragens de semáforos a lavrem-nos os vidros dos car...OPS, POVO ERRADO!, bem, então, porque não ficam no vosso paíszinho abaixo do nível do mar, fumam um cacete do tamanho do rio Amstel enquanto se põem em cima de uma gaja do sindicato das p###s (a qual, no fundo, é uma drag queen do Suriname, ah, afinal estes holandeses também exploram os pretos) e não abrem os diques?
Se eu quisesse ver fufas na água, não precisava de ir tão longe, bastava empurrar cerca de 60% das militantes o BE pró Douro, enquanto que no Abooooooooooooooortooooooooooooo Booooooooooooaaaaaaaaaat começam a achar que falta um barman preto que faça umas pistolas com as mãos e dê tiros pró ar como o do Lâve Bóte, sempre podem ir buscar um surinamer.
Resultado: não tenho opinião sobre o aborto e sou um gajo de esquerda, dá para acreditar, não, só noutro planeta, olha, qual é o planeta dos Balanças?

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.decretos recentes

. Momento TASER NA NUCA ( A...

. Momento TASER NA NUCA

. Momento TASER NA NUCA

. O Castig(ad)o(r) Que Se A...

. O Flagrante Exemplo

. Uma Nada Pequena Boa Notí...

. Cabeça a Prémio

. O Retrato Actual da Reali...

. O Derradeiro PECado Morta...

. Momento TASER NA NUCA

.arquivos

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Março 2004

.tags

. todas as tags

.com o meu selo de aprovação

.Tasers na nuca (as conversas)

TASER NA NUCA
free counters

.Curiosos

Estou no Blog.com.pt
Estou no Blog.com.pt

.subscrever feeds