Segunda-feira, 1 de Setembro de 2008

Até que enfim, fim da novela...

 

 

 ...que tirou o sono neste Verão a tanta gente sem mais nada que fazer na vida. Este desfecho já era mais que previsível: Não a saída de Quaresma do FC Porto, mas sim a constatação de que o jogador nunca seria vendido pela estapafúrdia cláusula de rescisão que lhe tinha sido fixada (na ordem dos 40 milhões de euros) pela Direcção/SAD do clube. Por muito talento que Quaresma tenha (e muito dele ainda por explorar, fica-se com essa impressão), tem que se apelar ao mais comum dos sensos e simplesmente admitir que ele nunca valeria tal preço, digno das estrelas de topo a nível mundial, patamar o qual Quaresma, de momento, simplesmente não ocupa.

Do outro lado da mesa estava o Inter de Milão, e tem que se ter em conta que não estamos a falar de um Chelsea de Abramovich a fazer compras tresloucadas há 4 anos atrás e com o qual o FC Porto encheu os cofres. Não, os clubes italianos são conhecidos por não darem tiros no escuro e só oferecerem fortunas por jogadores claramente consagrados, sendo normalmente dirigidos por profissionais experientes no mundo dos futebóis e das negociatas, como é o caso de Moratti. Este viu logo de início que o FC Porto se encontrava maneta a nível do bluff, isto é, de pressionar o Inter a desembolsar os 40 milhões sob a ameaça de o perder para outros potenciais interessados. Ora, tais não existiam, se por causa da quantia em si ou resultante do facto de se tratar de um jogador que ainda não tem uma exposição decisiva a nível internacional (o Europeu que lhe passou ao lado, por exemplo), não se sabe.

Não tendo essa mão para jogar essa cartada, o FC Porto esteve  sempre refém do Inter, o qual sabia que este está sempre dependente da venda de um jogador titular todos os anos para equilibrar as suas finanças (tal necessidade da parte de um clube que vai todos anos à Liga dos Campeões não me deixa de surpreender, mas enfim, não falemos da questão dos dinheiros gastos duvidosamente), logo, limitou-se a esperar pelo final do mês de Agosto e pelo fecho do mercado. E a táctica resultou. E leva Quaresma por menos de metade do preço original, ficando mal no meio disto tudo o Porto, que fica com a imagem de que estava desesperado demais para vender o jogador e que se submeteu às condições dos italianos. Contudo, aqui houve a pressão decisiva de Mourinho, sendo público que a Direcção do Inter estava, e continua, ceptica quanto à contratação do activo.Aqui também há uma jogada de risco do treinador, que vai ser obrigado a demonstrar que Quaresma foi o jogador certo para as necessidades dos milaneses, arriscando-se a sair chamuscado se tal não acontecer.

Claro que se espera que Quaresma triunfe em Itália, para o bem da Selecção Nacional, exclusivamente (já que ele agora já não está no clube do qual sou adepto), sendo que lhe fará bem ganhar mais calo competitivo que nitidamente lhe faltou em Barcelona e também, em parte, na passagem pelo Porto, onde algumas intermitências e tiques de vedeta não o deixaram ir mais longe, sendo no entanto de admitir que ele foi fundamental nos triunfos do clube nos últimos anos. Vai ser bom que se habitue a integrar uma equipa que não gravita e joga em torno de e para si, e que Mourinho ajude a desenterrar todo o potencial que se suspeita que Quaresma teimosamente ainda não explorou, para se ver se há ali matéria-prima para um jogador de nível internacional ou apenas para consumo interno. Esperemos que seja a primeira.

De positivo no meio disto tudo é a vinda do trinco Pelé, o qual muito promete, já que nessa posição já não há Assunção e não vai ser com Bolattis e outros que tais que o Porto chega lá.

 


decretado por Z*T*I*V às 21:38
link do post | ousar contestar a minha sapiência | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.decretos recentes

. Momento TASER NA NUCA ( A...

. Momento TASER NA NUCA

. Momento TASER NA NUCA

. O Castig(ad)o(r) Que Se A...

. O Flagrante Exemplo

. Uma Nada Pequena Boa Notí...

. Cabeça a Prémio

. O Retrato Actual da Reali...

. O Derradeiro PECado Morta...

. Momento TASER NA NUCA

.arquivos

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Março 2004

.tags

. todas as tags

.com o meu selo de aprovação

.Tasers na nuca (as conversas)

TASER NA NUCA
free counters

.Curiosos

Estou no Blog.com.pt
Estou no Blog.com.pt

.subscrever feeds